Aguarde, carregando o sistema...

v4eveev

Acesse sua área restrita!

Username*

Password*

Logar


* Estamos comprometidos em resguardar suas informações.

Fale com a nossa área comercial agora!

Nossa equipe entrará em contato em breve.

Nome*

E-mail*

Telefone ou Celular*

Assunto*

Mensagem*


* Estamos comprometidos em resguardar suas informações.

Fechar Menu

Alguma Dúvida?

Telefone

(92) 3877-0351

Acesso Restrito

ÁREA RESTRITA

(92) 3877-0351

Facebook Instagram Twitter Youtube Ingles Espanhol Brasil

Nossas novidades


ARTIGOS | Tabela do Simples Nacional 2018: o que é importante saber

15/08/2018


 

Desde janeiro de 2018, estão valendo as novas regras para o Simples Nacional. As mudanças são relativas a diversos aspectos, como limites de faturamento, alíquotas e regras de transição.

 

Se você está em dúvida sobre as alterações, fique tranquilo: neste artigo, vamos apresentar as modificações mais significativas para que você se mantenha atualizado sobre o tema, além das tabelas e os anexos do Simples Nacional.

 

Vamos lá?

 

Alíquotas do Simples Nacional em 2018

Não é mais aplicada uma alíquota simples sobre a receita bruta mensal. Atualmente a alíquota se torna maior, mas com um desconto fixo específico para cada faixa de enquadramento. Assim, obtém-se a chamada alíquota efetiva.

 

Alíquota efetiva é: receita bruta dos últimos 12 meses x alíquota (conforme o faturamento mensal do período e atividade da empresa) – a parcela a deduzir / receita bruta dos últimos 12 meses.

 

percentual vai de 4% a 30,50%, conforme a receita bruta e o anexo em que a atividade está inserida.

 

Tabelas e anexos do Simples Nacional

As tabelas do Simples Nacional são agora resumidas em cinco anexos (veja todos eles na íntegra abaixo), sendo três para serviços, um para comércio e outro para indústria.

 

Anexo 1 – empresas de comércio

 

Anexo II – fábricas/indústrias e empresas industriais.

 

Anexo III – empresas de serviços de instalação, reparos e manutenção; agências de viagens; academias; escritórios de contabilidade; empresas de medicina e odontologia.

 

 

Anexo IV – empresas de serviços de limpeza, obras, vigilância, construção de imóveis e serviços advocatícios.

 

 

Anexo V – empresas de serviços de auditoria, tecnologia, jornalismo, engenharia, publicidade etc.

 

 

 

Alterações recentes do Simples Nacional

As alíquotas sofreram modificações, mas também houve outras mudanças nesse regime tributário. Veja quais foram:

 

Limite de faturamento

A receita bruta anual das pequenas empresas passou de R$ 3,6 milhões para R$ 4,8 milhões. Esse novo montante equivale a R$ 400 mil por mês de faturamento.

 

Para as microempresas o faturamento é de R$ 360 mil por ano, ou R$ 30 mil ao mês. As empresas de pequeno porte (EPPs) podem ter receita de R$ 360 mil até R$ 4,8 milhões por ano.

 

Já os microempreendedores individuais (MEIs) passam de um faturamento de R$ 60 mil para um teto de R$ 81 mil anual, o que significa R$ 6.750,00 por mês (antes era R$ 5.000,00).

 

Faixas de faturamento

As novas tabelas, apresentadas acima, têm apenas seis faixas de faturamento, em vez das 20 que existiam até 2017.

 

Empresas em início de atividade

Em caso de empresas em início de atividade, os valores de receita bruta acumulada constantes dos Anexos I a V desta Lei Complementar devem ser proporcionalizados ao número de meses de atividade no período.

 

Por exemplo, se sua empresa for aberta em agosto de 2018, valerá o período proporcional de 5 meses:

 

Faturamento anual de R$ 4,8 milhões/12 x 5 meses = R$ 2.000.000,00

 

Nesse caso, sua empresa poderá ter um faturamento de, no máximo, R$ 2 milhões para manter seu enquadramento no Simples Nacional.

 

Classificação das tabelas

As tabelas estão em apenas 5 anexos, como você já viu. Elas estão categorizadas da seguinte forma: 3 para serviços, 1 para comércio e 1 para indústria.

 

O anexo III – que possui alíquotas reduzidas – conta agora com serviços que estavam nas tabelas V e VI, como laboratórios, academias de artes marciais e dança, serviços de medicina, psicologia e odontologia.

 

Por sua vez, o anexo V atual agora abrange atividades que estavam no anexo VI, como engenharia, despachantes, topografia, leilão, publicidade, jornalismo e auditoria.

 

Para saber se a sua empresa se enquadra no Anexo III ou no Anexo V, é necessário calcular o Fator R.

 

Fator R

O Fator R é mais uma mudança do Simples Nacional e ele deve ser calculado para que sua empresa possa identificar em qual anexo deve ser enquadrada, sendo o Anexo III ou o Anexo V, de acordo com o resultado do cálculo.

 

Para calculá-lo, é necessário:

 

Verificar a soma da sua folha de salários, incluindo pró-labore, salários FGTS e demais encargos dos últimos meses

Verificar a soma do faturamento também dos últimos 12 meses

Dividir a soma da folha de salários dos 12 meses pela receita bruta dos 12 meses

Se o resultado da divisão for igual ou superior a 28%, sua empresa deverá se enquadrar no anexo III. Se for menor que 28%, enquadra-se no anexo V.

 

Veja um exemplo prático de uma clínica médica:

Faturamento de 08/2017 a 08/2018 = R$ 2.650.000,00

Folha de pagamento no mesmo período = R$ 830.000,00

Fator R = R$ 830.000 / R$ 2.650.000 = 0,31 x 100 = 31%

Nesse caso, enquadra-se no Anexo III.

 

 Essa evolução constante das regras e do sistema tributário brasileiro leva em conta as demandas e necessidades dos pequenos empresários.

 

Todas as modificações que apresentamos neste artigo foram oriundas da Lei Complementar 155/2016, que trouxe mais solidez ao Simples Nacional.

 

Caso você encontre alguma dúvida em relação as novas regras do Simples Nacional, que tal vir conversar com a equipe da Millennium Contabilidade para que possamos lhe orientar quanto ao assunto?

 

Fonte: ContaAzul

 



CATEGORIAS

ARTIGOS CARREIRA CONTÁBIL ECONOMIA EMPRESARIAL SOCIETÁRIO TRABALHISTA TRIBUTÁRIO

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

CONTÁBIL | Contadores são essenciais para a sociedade CONTÁBIL | Contabilidade: Saiba quais são os passivos de uma empresa e como funcionam EMPRESARIAL | 7 vantagens e desvantagens do Microempreendedor Individual CONTÁBIL | Objetivo e funções de um escritório de contabilidade TRABALHISTA | CLT 2020: Conheça as principais mudanças nas leis trabalhistas esse ano TRABALHISTA | Departamento Pessoal: Veja lista com as 8 principais rotinas dessa área TRIBUTÁRIO | Comunicado Sobre Malha Fiscal Pessoa Jurídica: Falta de Escrituração de Receitas no SPED CONTÁBIL | Saiba quais são as obrigações contábeis das Empresas inativas TRABALHISTA | CLT: Entenda as limitações legais do banco de horas CONTÁBIL | Conheça alguns livros contábeis que são obrigatórios para as empresas TRIBUTÁRIO | Novo SPED: Novas obrigações do Lucro Real e Lucro Presumido TRIBUTÁRIO | Receita Federal suspende até 30 de setembro a exclusão de parcelamentos por inadimplência TRABALHISTA | Seguro-desemprego: Entenda quem tem direito à prorrogação ECONOMIA | Governo restringe quem poderá receber novas parcelas do auxílio emergencial TRABALHISTA | Prazo para dar entrada no seguro-desemprego está suspenso

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Assine e receba nossas notícias em seu e-mail

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS




MILLENIUM CONTABILIDADE

A Millennium Contabilidade vem até você para mudar seu conceito de contabilidade com agilidade, eficiência, segurança e acima de tudo com uma visão moderna dos serviços. A contabilidade é instrumento básico no gerenciamento da empresa. Você já tem esse instrumento? A Millennium Contabilidade pode te ajudar!

INFORMAÇÕES

Avenida: Joaquim Nabuco, 1626 – Centro/ Salas 204 à 206

Manaus, Amazonas / Cep: 69.020-031

Telefones: (92) 3877-0351

Email: comercial@millennium.cnt.br



© Todos os direitos reservado à Millennium Contabilidade 2020.

Selo ssl

Millennium Contabilidade Millennium Contabilidade MILLENNIUM CONTABILIDADE, Departamento Contábil, Fiscal, Societário, RH/DP e Serviços Especializados em Mapeamento de Operações e Revisão Fiscal, Classificação Fiscal de Mercadorias, Planejamento Tributário Revisão Fiscal, Tributos, Assessoria e Consultoria. +55 92 3877-0351 millennium@millennium.cnt.br

Av. Joaquim Nabuco, 1626 - Sala 204 a 206 - Centro 69020-031 Manaus Amazonas Brazil